kpis

Como escolher os KPIs mais adequados?

Diferentemente das mídias tradicionais, a internet permite que toda ação de marketing seja mensurada. Esta oportunidade não pode ser desperdiçada por quem pensa em empreender na web e, até mesmo, por grandes empresas. Por isso, é importante ter atenção na escolha dos KPIs (em inglês, Key Performance Indicators) para que eles estejam atrelados à estratégia do seu negócio.

Neste post, veja como defini-los, afinal, só acompanhando o desempenho você poderá melhorá-lo continuamente. Vamos lá?

Como definir os KPIs no marketing digital?

Para início de conversa, KPI é uma sigla para indicador-chave de performance e não deve ser confundido com métricas, que são os números em seu estado bruto. Ou seja, os KPIs associam uma métrica a um objetivo e são considerados mais estratégicos.

Assim, um KPI relevante para seu negócio será aquele que servir para analisar a performance das ações de marketing, que devem estar aliadas a um objetivo. Certo?

Na escolha de um KPI, fique atento se ele:

  • reflete os objetivos da empresa e tem caráter estratégico;
  • está baseado em dados confiáveis, mensuráveis e periódicos;
  • é facilmente entendido e explicado;
  • serve como insumo para um plano de ações.

Como classificar KPIs?

Os KPIs podem ser classificados em estratégicos, táticos e operacionais. Confira a divisão abaixo.

Estratégicos

São os KPIs primários, que são usados quando você quer mostrar o resultado de um negócio para seus superiores. São eles: quantidade de leads, tráfego, custo de aquisição por lead, taxa de conversão, receita total e receita por compra, por exemplo.

Táticos

São os KPIs secundários, que mostram se o gerenciamento de uma estratégia está correto ou não. São eles: o custo por lead em cada estágio do funil, custo por visitante, origem do tráfico (orgânico, pago, redes sociais, direto ou e-mail), preço médio por transação e por aí vai. Eles também servem para justificar os KPIs primários.

Operacionais

Costumam ser acompanhados detalhadamente pelos analistas de marketing e compõem uma lista maior de indicadores, que costuma ser composta por pageviews, bounce rate, page rank, tráfego, visitantes (novos x recorrente), entre outros.

O fundamental é sempre ter em mente a necessidade de compreensão de indicadores que são, de fato, válidos para o alcance de um determinado objetivo.

E as métricas de vaidade?

Provavelmente, você já se deparou com informações que não ajudam muito na hora de tomar uma decisão mais acertada. Elas são chamadas de métricas de vaidade e, embora não devam ser ignoradas, estão longe de serem consideradas um KPI.

Um exemplo disso é o número de curtidas e de comentários que uma postagem no Facebook recebeu. A pergunta que deve ser feita é o significado disso para o negócio. Sem uma contextualização, a informação fica incompleta e não serve para muita coisa.

Os KPIs que você escolhe serão os responsáveis pelo diagnóstico do seu negócio. E, como dissemos, é indispensável que eles estejam relacionados a um objetivo. Parece simples, mas muitas vezes as empresas pecam já na hora de elaborar sua meta. Por isso, vale a pena investir em profissionais especializados para que você realmente possa aproveitar a infinidade de insights que uma boa mensuração de dados possibilita.

Você curtiu este post sobre como definir KPIs? Ainda ficou com alguma dúvida? Então, deixe um comentário neste texto para podermos ajudá-lo!

Você também pode se interessar por estes posts