mídia paga

Mídia paga X mídia orgânica: entenda as diferenças

Quando você pensa em marketing digital, fica restrito às redes sociais ou a um site bem feito? Pois esteja certo de que esta área vai muito além. Complexo, repleto de possibilidades e vantagens, o marketing digital oferece inúmeras ferramentas para empresas de todos os portes, capazes de se adequar a diferentes orçamentos e necessidades.

Para dar o start na estratégia, é preciso fazer uma escolha aparentemente simples, mas que exige reflexão e alinhamento com as metas que se busca: utilizar mídia paga ou orgânica?

Ao ler este artigo, você se aprofundará sobre este tema, receberá definições detalhadas, bem como se informações sobre as especificidades e vantagens de cada tipo de mídia. Confira:

Mídia orgânica

A mídia orgânica, de forma simplificada, é a mídia não paga. Ela geralmente é conquistada por meio do Inbound Marketing, que consiste na oferta de conteúdo relevante com objetivo de atrair consumidores, conduzi-los da melhor forma ao longo do processo de compra e fidelizá-los.

O conteúdo empresarial veiculado em canais digitais oficiais, como blog posts, ou matérias que citem a organização na imprensa tradicional, desde que distribuídos de forma gratuita, são exemplos de mídia orgânica.

Resumidamente, o espaço e a mídia são conquistados, não comprados.

Vantagens da mídia orgânica

Uma das vantagens da mídia orgânica é a credibilidade. Como o espaço ou a visibilidade são conquistados, pressupõem-se que o conteúdo — e a empresa que o gerou — têm qualidade, o que gera confiabilidade.

O resultado?  Consumidores enxergam a marca como referência no assunto, é criada uma autoridade e, assim, cresce o sentimento de segurança por parte dos clientes potenciais.

E, não menos importantes, são os resultados a longo prazo: a mídia orgânica tem um retorno um pouco mais lento do que a mídia paga, mas ele tende a ser mais sólido e duradouro.

Mídia paga

A mídia paga, ao contrário da orgânica, exige investimento de capital. São os anúncios em redes sociais e sites, no próprio Google ou em sites parceiros. Este tipo de publicidade é feito por meio de banners, links patrocinados, impulsionamento de posts no Facebook, entre várias outras formas.

Atualmente, existe uma gama de possibilidades para criar, gerir e analisar campanhas publicitárias online. A maior parte dos canais de comunicação digitais aceita anúncios em diferentes formatos, das tradicionais imagens aos eficientes vídeos.

Vantagens da mídia paga

Entre as principais vantagens da mídia paga, estão os resultados rápidos e o alcance multiplicado. As ferramentas garantem que a sua empresa esteja disponível para um público amplo, fornecendo também a possibilidade de uma segmentação precisa e estratégica, o que aumenta a eficácia da campanha.

E o melhor: é possível ser um anunciante conveniente.  Com este tipo de mídia, você não apenas pode escolher quem verá seus anúncios, evitando que eles cheguem a pessoas desinteressadas, como também pode escolher onde ele vai aparecer, quando e de que forma.

Cuidados com a mídia paga

A mídia paga exige um investimento maior, mas ele é flexível. O principal cuidado a se tomar é que as campanhas precisam ser muito bem planejadas e acompanhadas através da mensuração de resultados para que funcionem.

Outra armadilha para gestores de marketing iniciantes, é a não desativação da campanha quando a oferta termina. Vejamos o exemplo do Google: se por um lado os anúncios possuem a vantagem de produzirem cobrança apenas quando ocorre o clique ou a ação desejada, por outro pode causar dores de cabeça, já que é preciso desativar a campanha no momento correto. Do contrário, caso o seu plano de anúncios seja pós-pago, você continuará a ser faturado, ainda que a promoção já tenha terminado.

Com base no que foi dito, conclui-se que a escolha entre mídia paga ou orgânica depende dos objetivos e dos recursos que a empresa dispõe. O ideal, no entanto, é apostar em ambas as estratégias, reforçando uma delas, caso seja vantajosa. A mídia orgânica é a base sólida, enquanto a mídia paga é o voo alto e ousado.

O artigo ajudou na tomada de decisão? Assine a newsletter e fique por dentro de outras novidades do mercado digital!