Inbound Marketing: a ferramenta de branding que sua marca precisa!

No cenário atual, usar o inbound como ferramenta de branding pode ser o diferencial que a sua marca busca. Os novos hábitos de consumo ditam as tendências do marketing e também da construção das marcas. Alinhar esses elementos torna-se fundamental para uma linguagem única e relevante para o cliente.

Ficou interessado no assunto? Então acompanhe o texto a seguir e saiba como o inbound marketing pode ajudar a sua marca!

O que é branding e o que é inbound?

O branding é um conjunto de estratégias que tem como objetivo construir uma imagem positiva da marca frente ao público. Além de questões visuais, envolve os valores, objetivos, posicionamento e outros aspectos que fundamentam a atuação da empresa.

O inbound marketing, por sua vez, consiste em uma metodologia que tem como princípio informar, educar e entreter os leads por meio de conteúdos relevantes, alinhados a uma estratégia de divulgação, relacionamento e fidelização de clientes.

Dessa forma, pode-se constatar que tanto o branding como o inbound estão alinhados. Ambos almejam a satisfação e confiança do cliente. Portanto, a aplicação do inbound como ferramenta de branding, visando fortalecer a marca, já é uma realidade.

Como aplicar o inbound como ferramenta de branding?

O inbound marketing é uma metodologia composta por uma série de práticas de marketing digital que, reunidas, permite atrair o potencial cliente e estabelecer um relacionamento de longo prazo com ele por meio da resolução de problemas.

Ao conhecer as técnicas utilizadas no inbound é possível identificar porque o método pode auxiliar na construção do branding. Confira:

Buyer personas

As buyer personas são personagens semi-ficcionais que representam o cliente ideal da marca. Toda a estratégia da empresa, desde a comunicação até as embalagens dos produtos, deve ser voltada para atender as necessidades desse cliente.

Uma vez que permite identificar exatamente com quem a marca “conversa”, a criação das personas é um elemento importante na consolidação da marca.

Essa prática permite ajustar a linguagem utilizada, tornar as abordagens mais relevantes e moldar toda a estratégia para ser atraente para esse perfil de cliente. Uma empresa que não conhece detalhadamente o próprio público dificilmente será relevante para ele e, principalmente, amada por ele.

Conteúdos ricos

O pilar do inbound marketing é a criação de conteúdo. Tanto as postagens em um blog próprio, quanto a criação de materiais em profundidade fazem parte da estratégia.

Uma vez que entre os objetivos do inbound estão educar e informar, é por meio dos conteúdos que essas demandas serão atendidas. Os materiais devem focar em dúvidas, anseios e problemas do cliente e não apenas ter a intenção de vender.

Os consumidores estão mais preocupados em buscar informações relevantes, não apenas sobre o produto ou serviço, mas sobre a empresa, o segmento, os problemas que podem ser contemplados pela solução oferecida, entre outras questões.

Dessa forma, a empresa só poderá estabelecer um relacionamento com o cliente e fortalecer a marca se mostrar que tem mais a agregar do que apenas “o produto”.

A qualidade e profundidade dos materiais, como e-books, infográficos, vídeos, guias etc., são essenciais para atrair os leads e mantê-los interessados.

Nutrição de leads

A nutrição de leads consiste em atrair um lead, que ainda não está pronto para fechar negócio e trabalhar conteúdos que a ajudem a atravessar o funil de vendas para que possa efetuar a compra com consciência. O funil de vendas é composto por três etapas:

  • Topo do funil: momento no qual o foco é atrair mais visitantes para o site e, por meio do interesse gerado, incentivar que eles se convertam em leads, passando as informações de contato para a empresa;
  • Meio do funil: fase na qual o lead está pesquisando alternativas para resolver o problema que possui e precisa de conteúdos mais aprofundados para definir se a marca pode atendê-la eficazmente;
  • Fundo do funil: etapa na qual o lead se converte em cliente ao finalizar a compra, após identificar valor no relacionamento com a empresa.

Por ser composto por essas diversas etapas, o inbound marketing tem um diferencial importante: o respeito às fases da jornada de compra do consumidor.

Tais fases são importantes para que o lead possa atribuir valor à aquisição que está fazendo e o despertar desse valor só é possível por meio de um trabalho da marca, encaminhando conteúdos, tirando dúvidas e agregando relevância à experiência de descoberta de uma solução.

Um cliente que não passa pelas etapas de nutrição não associa à marca os elementos complementares à compra, como informações do segmento e melhor forma de aplicação do produto, entre outras.

Redes Sociais

Entre as práticas adotadas no inbound marketing estão as redes sociais, que devem ser usadas para criação de um diálogo entre marca e clientes.

Os consumidores atuais não desejam apenas comprar os produtos, mas comentar as impressões, avaliar e, quando satisfeitos, indicar para amigos. Todas essas ações ganham espaço com as redes sociais, local visto pelo cliente como de interação e troca com as marcas.

Aproveitar esse canal de forma adequada permite que a empresa consiga acompanhar a recepção dos clientes aos produtos e campanhas, engajar, despertar curiosidade, interagir e, também, contingenciar problemas.

Portanto, as redes sociais são um lugar democrático para estabelecer relacionamento com o cliente e agregar valor à sua experiência com a marca, aspecto fundamental para optar pelo inbound como ferramenta de branding na estratégia da companhia.

Autoridade de marca

Um dos objetivos do inbound marketing é que, por meio da criação de conteúdos ricos e estabelecimento de um relacionamento com o cliente, gere-se, a longo prazo, autoridade de marca.

Por exemplo, um cliente quer mais informações sobre a aplicabilidade de um software. Todos os locais que ele pesquisa fazem abordagens comerciais, mas não esclarecem se o produto atenderá às suas expectativas reais.

Quando a sua empresa responde a essas dúvidas, sem “empurrar” a solução, estabelece um novo patamar de relacionamento: você torna-se uma referência para ele.

Para consolidar-se no mercado, a criação desse relacionamento com o cliente é essencial. A autoridade de marca, assim como a confiança  e reputação online são imprescindíveis para isso. Afinal, ninguém compra algo de quem não confia, certo?

Por que investir em Inbound Marketing e branding?

As práticas de inbound marketing visam agregar valor à experiência do cliente de forma natural e relevante, adequando a linguagem, valores e processos aos princípios da companhia. Assim é possível diferenciar-se das empresas que almejam vender mais, mas não oferecem contrapartidas aos consumidores.

Por tais razões, o inbound marketing tem tornado-se um aliado importante para fortalecer a marca e criar relacionamento com o cliente. Usar o inbound como ferramenta de branding tornou-se um processo orgânico nas empresas, o que torna tal junção ainda mais efetiva.

Quer conhecer mais soluções de inbound marketing para alavancar seus negócios de forma saudável? Acompanhe as novidades nas nossas redes sociais Facebook, LinkedIn e Google Plus.

Você também pode se interessar por estes posts