Inteligência de mercado: como usá-la para atingir objetivos

Inteligência de mercado: como usá-la para atingir objetivos

Se você é um empreendedor ou trabalha com marketing digital, certamente já ouviu falar sobre inteligência de mercado, não é mesmo?

Isso não é à toa. Como o próprio nome diz, essa é a maneira mais esperta para aproveitar os recursos disponíveis e liderar um segmento comercial.

Se você não sabe o que é e como aplicar a inteligência de mercado no seu negócio, não se desespere. Nas linhas abaixo, você aprenderá um pouco do que é necessário para manter-se a um passo da concorrência! Continue a leitura e confira!

O que é inteligência de mercado?

Basicamente a inteligência de mercado é a tática de utilização de dados para aprimoração de uma estratégia de marketing.

Os números não apenas auxiliam nas etapas de planejamento e execução das ações, mas também trazem ideias e mostrar quais são os pontos de sucesso e os que exigem ajustes e melhorias.

Mas não se engane: a análise precisa ser muito apurada e precisa. Caso contrário, pode ter efeitos nulos ou negativos.

Em resumo, a inteligência de mercado trata de informações que servem como vantagem competitiva, trazendo oportunidades para se destacar em meio à concorrência. Graças a isso, é também conhecida como inteligência competitiva.

Inteligência de mercado: como usá-la para atingir objetivos

Inteligência de mercado utiliza dados que possam melhorar a estratégia de marketing. Photo by rawpixel on Unsplash

Como usar a inteligência competitiva em um negócio?

Para utilizar a inteligência de mercado em um negócio são necessários três passos básicos:

  • Pesquisa: recolhimento de dados valiosos referentes ao macroambiente. Ou seja, concorrentes, produtos, tendências, canais de divulgação etc.;

  • Análise: observação precisa e aprofundada sobre as informações recolhidas, assim como a utilização de dados para conclusões estratégicas e reajustes;

  • Monitoramento: acompanhamento constante das mudanças para avaliar a efetividade das campanhas e ações.

Vale reafirmar, no entanto, que a inteligência de mercado não está relacionada à quantidade de dados. Pelo contrário, a ideia é utilizar uma quantidade mínima de informações, mas que sejam realmente valiosas.

Sendo assim, o elemento humano faz-se necessário para uma avaliação apurada, já que é preciso juízo e discernimento para realizar uma leitura que realmente gere resultados positivos.

Por que utilizar a inteligência de dados no marketing digital?

A grande vantagem da internet em relação aos outros canais é que tudo pode ser mensurado, avaliado e testado.

A esse grande número de dados recolhidos a todo instante, dá-se o nome de Big Data. E se você parar para pensar, certamente já se beneficiou dessa colheita.

A inteligência de dados traz informações acerca de sites, redes sociais, ferramentas de e-mail marketing, e-commerces e qualquer outra plataforma inserida na web. A partir disso, torna-se possível recolher métricas relacionadas a cliques, tráfego, engajamento e até mesmo de receita.

Assim sendo, os benefícios são incalculáveis. De modo que é possível afirmar que é praticamente impossível obter sucesso em uma estratégia de marketing digital sem utilizar o recolhimento de dados.

A partir dessa prática, é possível avaliar e observar os números para manter as ações de boa performance e extinguir ou reavaliar aquelas que trazem prejuízo.

E não se esqueça: às vezes menos é mais. Portanto, atente-se prioritariamente aos valores que realmente são relevantes para a sua empresa. A utilização de dados irrelevantes ou “métricas da vaidade” podem prejudicar a prosperidade do negócio.

Se você gostou deste artigo, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude outras pessoas a aprenderem sobre o tema!

Pesquisa de Marketing Digital de Sorocaba

Você também pode se interessar por estes posts